Ilustração de ampulheta em vetor azul claro a partir de linhas de rede digital e triângulos sobre um fundo azul escuro
Como a memória e armazenamento têm auxiliado na evolução digital

#KingstonCognate apresenta Rafael Bloom

Foto de Rafael Bloom

Rafael passou sua carreira dentro de cargos seniores de Produtos de Tecnologia, Comunicações de Marketing e Desenvolvimento de Negócios. Sua prática de consultoria se concentra nos novos desafios organizacionais, de produto e de comunicação para mudanças tecnológicas e regulatórias, com uma mira central na construção e preservação de fluxos de receita.

Esse trabalho altamente diverso envolve uma experiência no assunto sobre conformidade e governança de informação por projeto, privacidade de dados e tecnologias emergentes como AdTech, Móvel e 5G, Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina.

Evolução digital: Memórias são feitas disso

Vou começar com uma pergunta: qual é a diferença entre memória e armazenamento?

Se você entendeu que isso é uma pergunta técnica, então talvez esses termos possam ser considerados intercambiáveis. Certamente eles coincidem. Entretanto, pensando neles de uma forma mais ampla, talvez como a diferença de olhar um antigo álbum de família (memória) ou explorar o conteúdo de um gabinete de arquivos de um escritório (armazenamento), eles divergeriam de significado radicalmente.

O álbum de fotos pode provocar uma variedade de sentimentos, enquanto um gabinete de arquivos quase que certamente não – presumindo que o leitor não seja propenso a uma triste nostalgia com móveis de escritório da remota era do trabalho do início dos anos 2020!

A memória neste sentido é sobre experiência e emoção, enquanto armazenamento é, por comparação, meramente a conservação de registros. É claro que ambos são importantes.

A memória através dos tempos

módulos de memória Kingston sobre um fundo cinza com um reflexo abaixo

A crescente distinção entre armazenamento e memória percorre um longo caminho para explicar como nossa experiência tecnológica mudou tão radicalmente desde que a computação surgiu nos anos 1980. Eu já escrevi anteriormente sobre essa época mais antiga, e uma das coisas mais marcantes é o quanto você poderia obter de apenas 16 KB de memória, no caso do meu ZX Spectrum. Quando eu expandi ele com um pacote de memória de 32 KB pesado e ultrapassado, isso gerou muito mais diversão, maior profundidade e experiências mais ricas do que se poderia prever.

Mesmo assim, a memória não se tratava de armazenamento de e para si mesma; era sobre novas possibilidades. A memória permitiu que o CPU de um computador assumisse a tarefa de construir o mundo. Os gráficos ficaram vibrantes, nessa onda dos anos 80 que ainda amamos hoje em dia; os ambientes se tornaram mais variados e característicos, e não foi só isso a ser feito com o poder do processador. Se não fosse pela capacidade de crescimento da memória de mover grandes pedaços de dados a velocidades cada vez mais rápidas, o processador não poderia implementar sua completa gama de capacidades.

A Kingston não é uma mera fornecedora de armazenamento. #KingstonIsWithYou é uma mensagem de empoderamento para nós como indivíduos: qualquer coisa que escolhemos fazer com a nossa tecnologia, a memória é a chave para obter mais dela. Eles entendem que a evolução da tecnologia tem o poder de mudar a maneira que vivemos todos os dias. Houve tantos avanços na tecnologia de memória, como a transição de densidade do chip de 8Gbit para 16Gbit, aumentos de capacidade agora disponíveis até 64 GB e as capacidades de velocidade de até 3200Mhz. O armazenamento também passou por avanços tecnológicos de SATA para NVMe e PCIe Gen3 para PCIe Gen4 que será duas vezes mais veloz do que seu antecessor.

Um passo para trás nos tempos da tecnologia

Essa é a maior verdade da digitalização das mídias, cultura e artes, uma grande revolução que ocorreu em apenas alguns anos. Eu tenho uma caixa plástica cheia de fitas VHS no meu apartamento que atestam o óbito da mídia física. Há muitos fatores que têm levado ao atual modelo de consumo de música, filmes e outros produtos digitais como jogos de computador, que certamente nessa altura devem ser aceitos como uma grande e emergente forma de expressão artística.

face de IA delineada com placa de circuito e fluxo de dados de código binário em um fundo azul

Quando eu comprei uma câmera pela primeira vez em meados de 2002, seu cartão de memória removível (sem upload em nuvem) podia conter de 90 a 100 fotos em poderosos 3.2 megapixels. Significava que mesmo tendo sido um grande salto a partir de um rolo de filme Kodak, eu ainda tinha que pensar um pouco se valia à pena pressionar o botão. Hoje em dia, é claro, um vídeo 4K a 120 quadros por segundo pode ser capturado com um celular de médio porte, sem a necessidade de uma câmera separada. O processador tem muito a ver com isso, já que executa o software, mas são os chips de memória que executam os outros bits de tarefas essenciais.

Conforme mudamos de chipsets de 8-bits para a arquitetura de 64-bit usada normalmente hoje em dia, os avanços da Kingston em fabricação de memória e armazenamento acompanharam esse incrível ciclo de crescimento. Pensando na próxima fase do nosso crescimento tecnológico, parece claro que a Inteligência Artificial será um dos maiores mecanismos, trazendo capacidades preditivas e analíticas para a tecnologia do dia a dia.

A tecnologia apoiando o futuro

Assim como circuitos integrados foram otimizados para finalidades específicas como CPUs de PC, controladores ou placas gráficas dedicadas para a maquinaria industrial, alcançar alto desempenho na esfera da Inteligência Artificial exige armazenamento e memória de alto desempenho. A Kingston já está na linha de frente da memória e do armazenamento para as exigências da Inteligência Artificial (IA), aprendizado de máquina e Internet das Coisas (IoT).

E o armazenamento, que pode estar em perigo por ser considerado sem glamour por comparação? Tal como a memória, houve uma grande mudança no entendimento do que o armazenamento realmente significa, em direção a pensar em dados como um ativo, bem como um passivo. A nova onda de legislação relacionada a dados, desde a GDPR até a Lei de proteção ao Consumidor da Califórnia e outras, significa que a maioria das organizações precisa de uma nova estratégia em torno de vários ciclos de vida de dados e processos relacionados. O armazenamento não é o receptáculo passivo de dados que já foi um dia – agora precisamos que o armazenamento seja seguro, replicado, criptografado e organizado.

O início dos anos de 2020 foi aparentemente um momento de crise sem fim para muitos no mundo todo. Entretanto, vamos considerar o quanto fomos auxiliados pela tecnologia e todos os esforços para podermos estar bem próximos uns dos outros, seja nos negócios ou dentro de nossas comunidades e famílias.

Por mais de 30 anos, a Kingston tem sido parte integrante da coluna cervical de TI das empresas. A Kingston continua investindo milhões no desenvolvimento e testes de seus produtos de memória e armazenamento para apoiar a tecnologia do futuro e capacitar a IA, a IoT e as iniciativas TechforGood.

#KingstonIsWithYou

visão de cima de um laptop sobre uma mesa escura com ilustrações em linhas de uma placa de circuito

Pergunte a um Especialista

Planejar a solução certa exige um entendimento do seu projeto e dos requisitos do sistema. Deixe que um especialista da Kingston te oriente.

Pergunte a um Especialista

Kingston Configurador de Memória

Quando você começa escolhendo Kingston, escolher uma memória é fácil.
Com mais de 30 anos de experiência, a Kingston possui o conhecimento e os recursos que você precisa para escolher uma memória com confiança.

Pesquisa por Sistema/Dispositivo

Simplesmente digite a marca e o número do modelo ou o número da peça do sistema de computador ou dispositivo digital para encontrar a memória que você precisa.

Pesquisa por Número da Peça

Pesquise por número de peça Kingston, número de peça do distribuidor ou número de peça equivalente do fabricante.

Saiba mais sobre a linha de soluções de armazenamento empresarial da Kingston

Artigos e Vídeos