Homem trabalhando em um servidor

Remoção e Substituição verso Previsibilidade: Por que os SSDs com Latência Previsível são importantes

Muitas pessoas ouviram as histórias de indivíduos que tiveram um "começo humilde". Mas o mesmo poderia ser dito para muitos dos aplicativos e data centers atuais. Muitos dos aplicativos mais bem-sucedidos do mundo nos dias de hoje começaram como produtos internos que eram executados em pequenos servidores privados.

Mais empresas e serviços começaram com protótipos em servidores internos, construídos com componentes prontos para reduzir os custos de inicialização, permitindo um meio econômico de progredir à medida que passam de protótipo para a produção. Frequentemente, isso significa utilizar SSDs voltados para o consumidor, que são baratos de produzir e substituir.

PCB com chips

Esse é um bom modelo quando os aplicativos são destinados a uso intermitente, mas o que acontece quando um aplicativo torna-se popular o bastante para uma demanda em tempo integral? Na realidade, salvo se você estiver comprando para um data center de nível 1 exclusivo, as especificações do design original precisam ser alteradas para acomodar o aumento da demanda.

Isso é especialmente verdade ao tratar de informações de segurança ou privadas que você deseja manter dentro da rede, indisponíveis para acesso do público. Esse conceito, chamado "no local" (“on-premises” ou “on-prem”) é onde as empresas usam continuamente uma mistura de servidores internos, hospedando diversos aplicativos internos (Wiki's, Sharepoint, scripts para Call Center) que não podem ser colocados na nuvem por conformidade (HIPAA, PCI-DSS etc.) ou outras razões comerciais. Portanto, remover e substituir recursos internos torna-se um fenômeno habitual com o envelhecimento ou falha dos drives ou quando não atendem às demandas de crescimento da força de trabalho.

Embora as arquiteturas dos aplicativos internos pareçam ser as grandes responsáveis por remover e substituir drives, ainda ouvimos falar sobre aplicativos maiores e provedores de serviço que continuam a usar drives para consumidor em data centers em uma escala significativa. Quando as coisas dão errado, eles apenas removem e substituem os drives antigos.

O número de data centers empregando esse modelo está encolhendo à medida que o custo de SSDs empresariais está decrescendo, tornando-os mais acessíveis e atraentes para operações sensíveis ao custo e aquelas que precisam de desempenho previsível e estável da parte de seus servidores.

Previsibilidade é Importante

Uma profissional de TI pensando com o sol no fundo

Para data centers de ponta, a previsibilidade do desempenho é um atributo chave para o que foi projetado. Muitos data centers percebem e entendem agora que existe valor na compra da classe apropriada de SSD para um aplicativo. Empresas de host na nuvem precisam saber que seus SSDs empresariais irão oferecer desempenho consistente com uma latência mínima.

Imagine um site de comércio eletrônico onde os clientes adicionam itens a seus carrinhos, mas no momento de finalizar a compra exista uma demora para processar o pedido e o pagamento. Tanto o vendedor quanto o consumidor sabem que essa não é uma experiência ótima, não é satisfatória e, com o tempo, pode ter um impacto nos negócios no mundo real. Se os sites de comércio eletrônico continuarem a sofrer a latência e os clientes reclamarem do processo de finalização, provavelmente irão começar a procurar outro host, CDN ou outra plataforma de aplicativo.

Gráfico abstrato de raios de várias cores representanto o movimento de dados

Além da latência, a taxa de resistência de um SSD também deve ser seriamente considerada. Em todos os setores, os SSDs de data center têm especificações de resistência mais altas do que SSDs de consumidor, tornando-os mais seguros para uso do ponto de vista da confiabilidade e atendendo as exigências de ciclo de vida do produto definidas para um data center.

Muitos drives de consumidor atualmente usam métodos exóticos de gravação de cache para economizar nos custos removendo o componente DRAM de alta velocidade. Muitos SSDs de consumidor usam um buffer pequeno de gravação retirado do Flash NAND integrado. Um drive de consumidor típico, que provavelmente nunca terá o buffer totalmente preenchido durante a vida útil do sistema, não irá evidenciar nenhuma mudança na experiência do usuário. Mas, coloque o mesmo drive em um aplicativo de data center que tem um ciclo de operação de 100 por cento (operações de leitura e gravação 24/7) e um desempenho mais lento começará a aparecer.

Tempo de operação previsível é maior do que o IOPS

Maestro e orquestra

Outra consideração é imaginar o que acontece quando algo dá errado, repetidamente. Se houver um problema técnico com um SSD de consumidor instalado em um servidor, a probabilidade de obter suporte suficiente ou um reparo do fabricante não é garantida, já que o drive está sendo usado fora da utilização pretendida. Para operações com SLAs que exigem mais de 99 por cento de tempo de utilização, correr o risco com produtos de nível de consumidor não é recomendável.

SSDs empresariais vem com o suporte e o serviço que você não encontra em produtos para o consumidor. SSDs de nível empresarial não são apenas produtos prontos para uso, eles são grandemente preparados para aplicações intensivas em leitura e de uso misto. Em muitos casos, há nuances customizadas integradas em cada produto com base em um caso particular de uso, que também inclui o suporte para eles visando garantir o tempo de operação. Se algo estiver errado com o cache de SSDs empresarial, sua equipe de suporte está a uma ligação de distância para substituir ou fazer a reengenharia do produto com base nas necessidades operacionais.

Ótimo Desempenho do SSD

O melhor conselho para começar uma operação de servidor é adquirir SSDs de empresas conceituadas e comprar SSDs para cargas de trabalho de servidor e não para cargas de trabalho de consumidor. Quando você instala um SSD de consumidor em um servidor, você está estabelecendo uma configuração de hardware não testada e está se conectando a controladores de host (Controladores RAID) que se comportam de maneira diferente dos controladores de host de consumidor.

Poderíamos começar com produtos de nível empresarial e ainda manter a flexibilidade de melhorar as operações sem comprometer o desempenho ou a escalabilidade no longo prazo. Além disso, implementar SSDs empresariais proporciona maior estabilidade e confiabilidade para a arquitetura de servidor de modo geral.

Começos humildes não precisam paralisar as operações.

#KingstonIsWithYou

Produtos relacionados