Este site usa cookies para oferecer melhores recursos e funcionalidades. Ao usar o site, você está consentindo com esse uso. Nós valorizamos sua privacidade e a segurança de dados. Examine nossa Política de Cookies e Política de Privacidade, ambas foram atualizadas recentemente.

Ambiente

Declaração de Conformidade RSP
Diretiva RoHS 2 (2011/65/EU)

A Diretiva 2011/65/EU foi transformada em lei em 21 de julho de 2011. A Diretiva é uma reformulação da atual Diretiva de Restrição de Substâncias Perigosas em Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (RoHS 1) que foi transformada em lei pela União Europeia (UE) em 2003. A reformulação se refere aos mesmos elementos da Diretiva de 2003: chumbo, cádmio, mercúrio, cromo hexavalente, polibrominato bifenil (PBB) e polibrominato difenil éter (PBDE), entretanto, agora o escopo inclui a avaliação de novas substâncias perigosas nos equipamentos elétricos e eletrônicos (EEE). A RoHS 2 visa principalmente o desenvolvimento de melhores condições regulamentares e o aumento do nível de transparência legal. Também possibilita uma extensão gradual das exigências RoHS a todos os equipamentos elétricos e eletrônicos, cabos e peças sobressalentes com o objetivo de total conformidade fixado até 22 de julho de 2019. A Diretiva RoHS 2 também inclui os requisitos da Marca de Conformidade da Comunidade Europeia (marca CE) e a declaração de conformidade. A RoHS 2 entra em vigor em 2 de janeiro de 2013.

A Kingston trabalhou diligentemente para assegurar que todos os produtos Kingston e seus materiais de embalagem vendidos para a Europa estejam em conformidade com a RoHS 2. Poderá ser também fornecida uma Declaração de Conformidade com a RoHS 2 sob pedido. Segundo as exigências da Diretiva, a Kingston cria e reúne documentação técnica (Decisão No 768/2008/EC) que é conservada por um período de dez (10) anos. Sob pedido, a documentação técnica pode ser disponibilizada para as autoridades regulatórias nacionais para comprovar sua conformidade.

Se você tiver dúvidas relativas à conformidade com a diretiva RoHS dos nossos produtos, entre em contato com o seu distribuidor ou revendedor.

Implementação REACH na Kingston

REACH (Registration, Evaluation, Authorisation and Restriction of Chemicals, EC 1907/2006) é a regulamentação sobre produtos químicos da União Europeia que entrou em vigor em 1º de junho de 2007. A Kingston apoia os objetivos da REACH de aperfeiçoar o sistema regulatório de produtos químicos da União Europeia, incluindo a intenção de melhorar a saúde e a segurança pública e proteger o meio ambiente. A Kingston está trabalhando para reduzir o uso de produtos químicos perigosos em seus produtos e implementou a conformidade através de um programa de intenções com toda a rede de suprimentos para que possa ter certeza de que nenhum produto químico perigoso esteja presente em seus produtos.

Os fornecedores dos artigos têm que conceder aos destinatários, informações de Substâncias de Preocupação Elevada (SVHC), se estas estiverem presentes acima do limite de concentração de 0,1%, por artigo. A SVHC será definida através da lista de substâncias candidatas para autorização que será criada pela Agência Europeia de Químicos (ECHA).

A Corte de Justiça Europeia estabeleceu em dezembro de 2015 que itens montados ou reunidos em um produto complexo permaneçam como itens e estejam englobados nas obrigações a eles relacionadas de notificar e fornecer informações quando contenham substâncias que suscitam elevada preocupação em uma concentração acima de 0,1% de sua massa. Os fornecedores devem apresentar aos destinatários informações sobre substâncias que suscitam elevada preocupação (SVHC) se estas estiverem presentes acima de um limite de concentração de 0,1% no nível de um item componente.

A Kingston está comprometida em atender a todos os requisitos da REACH e irá fornecer a seus clientes informações sobre substâncias perigosas contidas em seus produtos que estejam dentro do escopo da regulamentação.

Nossos produtos foram analisados em relação a SVHCs e foi constatado que estão abaixo do limite de 0,1%. A lista a seguir oferece mais detalhes:

Peças componentes Substâncias que suscitam elevada preocupação Número CAS Comentários
Cabos e outros componentes baseados em PVC de equipamentos elétricos e eletrônicos Bis (2-etilhexil) ftalato (DEHP) 117-81-7 Esta substância está presente em alguns cabos de PVC vendidos separadamente e cabos de PVC ou peças que acompanham headsets ou acessórios de aparelhos móveis
Conector do microfone UV-327 2,4-di-terc-butil-6-(5-clorobenzotriazol-2-yl)fenol 3864-99-1 Esta substância está presente em plugues ou conexões de microfone de determinados headsets
Tubo do microfone DMAC, N,N-dimetilacetamida 127-19-5 Esta substância está presente em tubos de microfone de determinados headsets
PCB B2O3, Trióxido de diboro 1303-86-2 Esta substância está presente em placas de tomada de PCB de determinados headsets
Tubo de microfone (protetor de algodão) Diazeno-1,2-dicarboximida (C,C'-azodi(formamida)) (ADCA) 123-77-3 Esta substância está presente em tubos de microfone de determinados headsets
Tubo do microfone Diaminodifenil éter 101-80-4 Esta substância pode estar presente em tubos de microfone de determinados headsets
Cabo adaptador, plugue do tubo do microfone Sulfato de cádmio 1306-23-6 Esta substância está presente em tubos de microfone de determinados headsets ou em alguns cabos adaptadores para headsets
Resistores (Chip R/ Net R) PbO, Monóxido de chumbo (Óxido de chumbo) 1317-36-8 Esta substância está presente em todos os produtos eletrônicos
PFOS Declaração de Conformidade

Declarao de Conformidade — PFOS Restries para Proteo do Ambiente

A Kingston Technology não utiliza perfluorooctanossulfonatos (PFOS) em nenhum dos seus processos de fabricação.

Um número limitado de operações de fabricação de placas, dos fornecedores de moldes para os componentes da Kingston, utilizam PFOS em algumas aplicações críticas nos revestimentos resistentes fotosensíveis do seu processo de fotolitografia de fabricação de placas. Contudo, tais utilizações estão dentro das isenções proporcionadas pelo processamento de fotolitografia, em concordância com a Diretiva da U.E. 2006/122/ECOF que restringe a utilização de PFOS.

Baseada nos dados de apoio proporcionados pelos fornecedores da Kingston, a nossa compreensão é de que o PFOS não permanece no produto de quaisquer componentes de molde fornecidos para nós e os nossos produtos também não contêm PFOS.

Diretiva REEE (2012/19/EU)

A Diretiva de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (REEE) aplica-se a empresas que fabricam, vendem e distribuem equipamentos elétricos e eletrônicos na União Europeia. Esta abrange uma vasta gama de aparelhos eletrodomésticos, de grandes e pequenas dimensões, equipamento TI, equipamentos de rádio e áudio, ferramentas elétricas, equipamentos de telecomunicações, brinquedos elétricos, etc.

A Diretiva pretende reduzir os resíduos provenientes de equipamentos elétricos e eletrônicos e melhorar o desempenho ambiental de tudo aquilo que esteja incluído no ciclo de vida útil dos equipamentos elétricos e eletrônicos. Esta medida traduz-se nos seguintes requisitos:

  • Os produtores (fabricantes ou importadores) de equipamento eletrônico e elétrico deverão se registrar nos respectivos países.

  • Os consumidores domésticos particulares poderão entregar os seus REEE a instalações de recolha, sem qualquer custo, e os produtores serão responsáveis pelo financiamento destas instalações.

  • Os produtores deverão atingir uma série de exigentes objetivos relativos à reciclagem e à recuperação.

  • Os produtores deverão marcar os seus produtos com o símbolo do "caixote de lixo com rodas riscado".

  • Este símbolo indica que o equipamento com esta marca NÃO deve ser eliminado juntamente com os resíduos comuns, mas que este deverá ser recolhido separadamente e processado adequadamente, conforme os regulamentos locais.

A diretiva REEE foi transposta para cada uma das legislações dos estados-membros da União Europeia e, desta forma, o momento exato da aplicação e os detalhes irão variar ligeiramente de país para país, no entanto, serão aplicados os princípios acima descritos. Designadamente, os acordos para a recolha separada dos REEE irão variar de país para país, mas poderão incluir por exemplo: pontos de coleta públicos, esquemas de entrega dos varejistas, coleta a partir de domicílios, etc. A Diretiva incentiva a reutilização, a reciclagem e outras formas de recuperação para evitar os REEE. Os usuários de equipamento elétrico e eletrônico na UE podem assim desempenhar um importante papel na redução de REEE e na ajuda ao ambiente separando os REEE e descartando-os de forma adequada. Os consumidores podem solicitar informações ao fornecedor sobre a origem do equipamento Eletrônico e Elétrico adquirido e sobre os acordos locais para a eliminação dos REEE.

Os usuários comerciais devem assegurar que os REEE, que não são apropriados para reutilização ou reciclagem, serão eliminados de forma adequada em instalações de tratamento autorizadas e aprovadas. O produtor do seu país poderá ser capaz de ajudar você.

No Reino Unido, os Regulamentos sobre Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (WEEE) de 2006 (Instrumento Estatutário Nº 3289) foram apresentados ao parlamento em dezembro de 2006. A Kingston Technology Europe Co LLP e a Kingston Digital Europe Co LLP registraram-se nos programas de conformidade do Reino Unido para ficarem isentas de suas obrigações de fabricantes no Reino Unido, como resultado das suas importações de produtos EEE para o Reino Unido. Os números de registro de produtor de EEE no Reino Unido para cada empresa são: Kingston Technology Europe Co LLP WEE/FA4113VU e Kingston Digital Europe Co LLP WEE/EJ4112VT. Entretanto, fique ciente de que estes registros de fabricantes no Reino Unido somente irão fornecer conformidade para produtos EEE adquiridos através da Kingston Technology Europe Co LLP e Kingston Digital Europe Co LLP no Reino Unido e que permaneçam no Reino Unido. Qualquer pessoa responsável pela importação de quaisquer produtos Kingston para os países membros da União Europeia (ou outros países) terão de assegurar estar em conformidade com qualquer WEEE ou outras leis aplicáveis em seus países.

A Kingston dedica-se a minimizar o impacto que os nossos produtos têm no ambiente e a cumprir com a Diretiva WEEE.

Informações para operadores de instalações de tratamento

No geral, a reutilização e a reciclagem dos EEE é preferível para eliminação. Se a eliminação for necessária, só deverá ser realizada em centros de tratamento aprovados e autorizados ("CTAA"). É aconselhável a quaisquer CTAA na Europa, que queiram mais informações sobre os produtos Kingston, entrar em contato com o Diretor de Conformidade da Kingston Technology Europe Co LLP / Kingston Digital Europe Co LLP.

Sinalização de reciclagem Triman (apenas França)

A sinalização Triman é um sinal visual que indica aos consumidores que o produto (dispositivos não eletrônicos) e sua embalagem podem ser descartados separadamente para serem reciclados.

Informação sobre a bateria / Eliminação do produto

Não elimine produtos elétricos ou produtos que incluam baterias juntamente com os resíduos domésticos comuns. Os produtos eletrónicos devem ser eliminados de forma responsável para se minimizar o impacto ambiental.

Não tente remover a bateria do produto. Esta só pode ser removida pela Kingston ou por um prestador de serviços profissional.

Contacte-nos para obter mais informações sobre a bateria e o modo como pode reciclar o produto de forma responsável.

Taiwan BSMI RoHS

Com início em julho de 2017, o BSMI (Escritório de normalização, metrologia e inspeção) da autoridade de Taiwan irá reforçar suas exigências relativas a RoHS (Redução de substâncias restritas). Essas exigências são similares às exigências das diretivas China RoHS e UE RoHS 2 sobre o teor de substâncias restritas.

As substâncias restritas são Pb (Chumbo), Cd (Cádmio), Hg (Mercúrio), Cr+6 (Cromo Hexavalente), PBB (bifenil polibrominado) e PBDE (Éteres Difenílicos Polibromados).

Saiba mais sobre a RoHS dos produtos de Taiwan.

        Back To Top