Este site usa cookies para oferecer melhores recursos e funcionalidades. Ao usar o site, você está consentindo com esse uso. Nós valorizamos sua privacidade e a segurança de dados. Examine nossa Política de Cookies e Política de Privacidade, ambas foram atualizadas recentemente.

Artigo Técnico

OBSERVAÇÕES DE PROJETOS DE VIRTUALIZAÇÃO DA ÁREA DE TRABALHO

Desde a sua criação, a Liquidware Labs tem estado envolvida na transformação da área de trabalho. Com visibilidade baseada na potencia do nosso produto Stratusphere FIT para suportar avaliações e Stratusphere UX para validar o desempenho, temos uma longa história que engloba mais de 400 projetos de virtualização de área de trabalho orientada por indicadores. Seja qual for o enfoque utilizado, os resultados dessa história são inequívocos – o sucesso em VDI (Infraestrutura da Área de Trabalho Virtual) exige uma nova abordagem sobre como os recursos de servidores são dimensionados e implementados para suportar as cargas da área de trabalho. Seja investindo previamente em uma avaliação ou arriscando e otimizando mais tarde, existem atributos críticos que devem ser considerados.

Muitos dos primeiros que adotaram a VDI supõem que medindo as cargas de trabalho antes de iniciar um projeto de virtualização serve apenas de suporte para o dimensionamento e estabelecimento do host no ambiente do servidor. Embora isso seja parcialmente verdadeiro, existem outros benefícios importantes associados a esta etapa, especificamente na medida em que se relacionam com a criação da imagem otimizada da máquina virtual (VM). Acreditamos que existam alguns benefícios básicos para um enfoque orientado por indicadores para VDI, ou seja:

  • Capturar a experiência de referência do usuário no ambiente atual – isso é crítico para assegurar que você forneça a melhor experiência de usuário quando áreas de trabalho físicas são convertidas em virtuais. Do mesmo modo, esta etapa fornece a possibilidade de realizar comparações "antes e depois" do uso do recurso e, em última análise, da experiência do usuário final.

  • Monitorar o uso dos aplicativos na medida em que se relacionam com pools de áreas de trabalho e imagens – este atributo da avaliação ajuda a entender melhor que aplicativos são usados em relação aos instalados. Este benefício também oferece visibilidade para os requisitos de recursos do usuário e do grupo.

Independente de quando fizer as medições, não esqueça da etapa crítica e importante de quantificar os requisitos de recursos de computação do usuário final para suportar e assegurar uma experiência otimizada para o mesmo. Este é o principal fundamento para a implementação de uma virtualização de área de trabalho bem-sucedida e otimizada. Este documento não irá detalhar as etapas ou processos específicos para avaliar as cargas de trabalho específicas do usuário e da máquina. Em vez disso, este documento irá destacar a importância dos recursos de memória e armazenamento, especialmente o papel crítico desempenhado por cada um deles na experiência do usuário final e no desempenho geral das cargas de trabalho das áreas de trabalho virtuais.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA MEMÓRIA E DOS RECURSOS DE ARMAZENAMENTO DO SERVIDOR?

Fornecer recursos de computação para o usuário final em uma arquitetura de área de trabalho virtual é profundamente diferente do modo como provisionamos, administramos e otimizamos áreas de trabalho no passado. Mais precisamente, o modo como gerenciamos os recursos do servidor e de armazenamento para suportar a VDI está relacionado com a identificação e minimização dos gargalos de recursos em seu ambiente.

Descobrimos que os gargalos de recursos mais comuns observados enquanto implementávamos o produto Stratusphere UX estavam relacionados aos índices de consolidação, recursos de memória e de armazenamento. Essas são ocorrências de desempenho muito comuns que podem ser evitadas durante as fases iniciais de implementação.

  • Baixo índice de consolidação – este gargalo muito comum se deve ao uso de recursos de forma desequilibrada nos servidores host. Entender como a CPU e a memória desempenham um papel na otimização do desempenho da VDI é crítico para atingir as metas de custo total de propriedade (TCO) e retorno do investimento (ROI).

  • Memória VM dimensionada incorretamente – troca da memória em disco no Sistema Operacional visitante é outra questão comum que pode causar problemas no desempenho do usuário final em uma arquitetura de VDI. Isso pode ser especialmente difícil quando o compartilhamento e expansão da página de memória do host não impedem a troca se o Sistema Operacional da VM convidada "pensar" que está próximo da capacidade total.

  • Armazenamento e “tempestades de boot”– implantações bem-sucedidas de VDI também minimizam o número de imagens VM exigidas para satisfazer todos os casos de uso. Este desejo pode ter a consequência negativa de criar boots, ou tempestades de login, especialmente se os requisitos de armazenamento não são medidos e alocados para as exigências médias e de pico.

        Back To Top