Este site usa cookies para oferecer melhores recursos e funcionalidades. Ao usar o site, você está consentindo com esse uso. Nós valorizamos sua privacidade e a segurança de dados. Examine nossa Política de Cookies e Política de Privacidade, ambas foram atualizadas recentemente.
Configurações e Recomendações de Inicialização
VISÃO GERAL

Este documento fornece informações úteis sobre a instalação e configuração da Placa Adicional do DCP1000 NVMe, incluindo um guia de referência para configurar as unidades DCP1000 NVMe tanto para ambientes Linux quanto Windows.

Recomendações para a configuração do DCP1000 como unidade de dados com e sem uma unidade de inicialização separada para ambientes de Linux e Windows.

DCP1000
CONFIGURAÇÃO RECOMENDADA: DCP1000 como Unidade de Dados

Configurações típicas incluem um DCP1000 como uma unidade de dados e uma unidade de inicialização separada (normalmente unidades SATA únicas ou duplas). Nossa configuração recomendada usaria um dispositivo de inicialização separado e o uso do DCP1000 como a unidade principal de armazenamento de dados. Esta configuração permite o máximo desempenho e capacidade do DCP1000 e o melhor retorno de investimento (ROI) para finalidades de armazenamento.

Configuração Recomendada:

CONFIGURAÇÃO RECOMENDADA

INSTALAÇÃO DO DCP1000 com uma Unidade de Inicialização SATA separada
  1. Com a placa DCP1000 instalada na placa-mãe, ligue o sistema. Pare na tela de instalação da BIOS (normalmente DEL ou F2).

  2. A placa DCP1000 irá apresentar 4 unidades na BIOS. Os dispositivo(s) SATA conectados também aparecerão na BIOS como unidades disponíveis. Qualquer uma das unidades SATA disponíveis deve ser selecionada como a unidade de inicialização principal. Confirme se as quatros unidades NVMe do DCP1000 ainda estão visíveis (consulte o menu de Inicialização ou outro menu Avançado).

  3. Recomenda-se que as novas instalações sejam UEFI (não Legacy, salvo se Legacy for especificamente exigida). A opção UEFI ou Legacy normalmente é encontrada no menu CSM. Primeiro, CSM deve ser habilitada, em seguida escolha UEFI). UEFI é o modo de operação recomendado para o DCP1000.

  4. Salve as configurações da BIOS e reinicie se tiver feito alguma alteração.

Instalação do Sistema Operacional:
  1. Quando a configuração UEFI estiver habilitada e as unidades SATA aparecerem na BIOS, prossiga com uma instalação de sistema operacional padrão. Por exemplo, é possível instalar direto de uma unidade USB. A unidade SATA será selecionada como alvo à medida que você avançar na instalação.

  2. Quando a instalação do sistema operacional estiver concluída, assegure-se de que a unidade SATA esteja selecionada como a primeira opção para inicialização na BIOS. O Sistema Operacional que você instalou deve então inicializar a partir do dispositivo SATA.

CONFIGURAÇÃO OPCIONAL: SSD DCP1000 como Unidade de Inicialização

Alguns clientes podem desejar ainda usar um SSD DCP1000 como a unidade de inicialização principal; esta configuração é possível. Abaixo estão procedimentos de instalação para habilitar um dos SSDs DCP1000 NVMe como o dispositivo de inicialização:

CONFIGURAÇÃO OPCIONAL:

Instalação de Um dos SSD DCP1000 como Unidade de Inicialização
  1. Com a placa DCP1000 instalada na placa-mãe, ligue o sistema. Pare na tela de instalação da BIOS (normalmente DEL ou F2).

  2. A placa DCP1000 irá apresentar 4 unidades na BIOS, qualquer uma dessas unidades pode ser usada como a unidade inicialização principal. Confirme se as quatros unidades estão visíveis (consulte o menu de Inicialização ou outro menu Avançado). Isso é o mesmo de quando inicializamos de uma unidade SATA. As unidades NVMe e SATA aparecem na BIOS.

  3. Recomenda-se que as novas instalações sejam UEFI (não Legacy, salvo se Legacy for especificamente exigida). A opção UEFI ou Legacy normalmente é encontrada no menu CSM. Primeiro, CSM deve ser habilitada, em seguida escolha UEFI). UEFI é o modo de operação recomendado.

  4. Salve as configurações da BIOS e reinicie se tiver feito alguma alteração.

Instalação do Sistema Operacional:
  1. Quando a configuração UEFI estiver habilitada e as unidades DCP aparecerem na BIOS, você pode fazer uma instalação de sistema operacional padrão. Por exemplo, é possível instalar direto de uma unidade USB. A unidade NVMe (0, 1, 2 ou 3 do DCP1000) será escolhida como alvo à medida que você avançar na instalação. Escolha a unidade NVMe que você deseja como alvo inicializável e instale naquela unidade específica. O mesmo que a instalação do sistema operacional de um dispositivo SATA.

  2. Quando a instalação do sistema operacional estiver concluída, assegure-se de que a unidade NVMe esteja selecionada como a primeira opção para inicialização na BIOS. As 3 unidades restantes da placa DCP1000 ficarão disponíveis para unidades de dados ou volumes de dados no sistema operacional.

        Back To Top