Um conjunto de servidores com um brilho azul

O papel fundamental dos data centers durante a COVID-19

A pandemia de COVID-19 mudou dramaticamente o mundo, incluindo os protocolos e operações comerciais globais. As organizações de todo o mundo estão se adaptando para ajudar na luta contra o coronavírus e descobrindo que possuem grandes responsabilidades. Em particular, os data centers estão desempenhando um papel fundamental em manter o mundo funcionando enquanto todo o restante foi forçado a ficar na espera.

Com mais de 107 milhões de casos no mundo todo, o coronavírus não interrompeu apenas a vida cotidiana, mas também está mudando a face dos negócios. Com um aumento sem precedentes do uso e necessidade da Internet, junto a exigências ainda maiores para armazenar e gerenciar dados, os data centers se responsabilizam por estas mudanças no mundo todo em uma escala nunca antes vista. Sem dúvida, o papel dos data centers foi crucialmente expandido.

Um globo gerado por computador sobreposto à uma paisagem urbana

Crescimento global da Internet

Com menos pessoas nas ruas, a Internet teve um aumento no tráfego global. Muitas organizações incentivaram o trabalho em casa e estão limitando o número de funcionários na empresa para desacelerar a disseminação do vírus. Mesmo trabalhadores essenciais foram incentivados a permanecerem em casa sempre que possível. Como resultado, milhões de pessoas estão ficando em casa navegando nas redes sociais, utilizando serviços de conferência por vídeo on-line para continuarem conectados e acessando mais serviços de streaming do que antes. O aumento do tráfego na Internet criou uma maior importância para os data centers em relação ao atendimento e gerenciamento destas demandas crescentes.

Uma pesquisa conduzida pela Cloudfare revelou que o uso da Internet aumentou mais de 25% na maioria das grandes cidades ao redor do mundo como resultado das medidas de lockdown. Em resposta, os data centers puderam atualizar suas capacidades de lidar com a pressão adicional em suas redes. Os data centers puderam continuar ágeis como resultado da dependência e aumento repentino da Internet, à medida que o mundo se ajusta ao distanciamento social.

Sem dados e data centers, os negócios, as escolas e os hospitais não estariam operando e as comunidades não poderiam rastrear, tratar e prevenir a disseminação da COVID-19. Já que as pessoas continuam recorrendo à Internet para quase tudo - informações, compras, entretenimento - os data centers precisam garantir que as conexões sejam rápidas e estáveis.

Auxiliando infraestruturas e novos softwares comerciais

Não é apenas o tráfego na Internet que está crescendo, mas o uso de softwares comerciais colaborativos também está crescendo. Com mais negócios se adaptando ao trabalho remoto, houve um crescimento no armazenamento em nuvem e serviços de teleconferência. Os data centers estão levando isso em consideração e alguns estão ainda ajudando as empresas com suas demandas de dados.

Aplicativos e softwares colaborativos como Microsoft Teams e Zoom viram um grande aumento em downloads; até 90% da média de download semanal pré-COVID-19. Respondendo as demandas comerciais e necessidades empresariais, empresas como a Microsoft, Google e Zoom estão oferecendo alguns de seus serviços gratuitamente para incorporação de negócios.

Softwares e plataformas colaborativas impulsionaram o crescimento de nuvem por anos e estes serviços estão se tornando mais fundamentais do que nunca. Armazenamento e computação em nuvem tornam a conectividade de dados possível conforme as organizações executam aplicativos para uso diário utilizando várias plataformas diferentes. Isso é possível ao operar dentro de centros de nuvem.

A pandemia enfatizou muito a conectividade, e os planos de contingência empresarial para trabalho remoto não são mais questionáveis, e sim uma necessidade. À medida que os negócios continuam evoluindo, os data centers continuarão a se expandir e se ajustar para atender as crescentes demandas de conectividade. Tendências futuras indicam mais confiança em capacidades de nuvem, conforme os negócios mudam seus modelos para incorporar mais capacidades flexíveis de trabalho remoto.

Permitindo serviços de emergência

O setor de saúde está liderando a luta contra a pandemia, sendo responsável por serviços de emergência eficientes que precisam de uma comunicação rápida e confiável. O aumento de dispositivos conectados dentro do campo médico também está aumentando a carga de trabalho dos profissionais de TI na área de saúde.

Devido à enorme massa de dados que os provedores de saúde agora precisam gerenciar, os dados estão sendo movidos para a nuvem ou redes de ponta que os data centers precisam acomodar. Alguns data centers e suas empresas matriz estão trabalhando para fortalecer o armazenamento e acessibilidade destes dados.

Algumas empresas no mundo ofereceram a equipes médicas testes grátis de serviços web como telecomunicação com base em nuvem. Com tais softwares de videoconferência que usam IA para fornecer serviços de tradução em tempo real, médicos em todo o mundo puderam compartilhar informações sobre o vírus incluindo sintomas e tratamentos.

Sem os data centers, serviços de emergência como o setor de saúde, não poderiam viabilizar funções vitais como estas para auxiliar na resposta mundial à pandemia.

Uma mulher apontando para a tela de um laptop emanando fogo e uma imagem de cadeado no centro para simbolizar o trabalho de segurança de dados

Segurança de dados em trabalho remoto

Os data centers não são responsáveis apenas por manter o aumento global da Internet, mas também por gerenciar potenciais riscos e ameaças à segurança cibernética. Junto a um aumento do tráfego na Internet vem um aumento de riscos e ameaças, razão pela qual os data centers precisam focar em segurança cibernética conforme aumenta a onda do uso da internet.

A segurança de software deve ser um foco para as empresas neste momento, já que estas estão adotando novas capacidades de trabalho remoto. Ataques de hacker, malware e spyware são todos ameaças e vulnerabilidades do data center que podem comprometer operações de negócios e setores vitais como o de saúde. Uma ferramenta de segurança para gestão de eventos e informação oferece uma visão em tempo real da segurança do data center. Antes de instalar aplicativos, os data centers podem escaneá-los em busca de vulnerabilidades e depois fornecer as métricas e soluções para remediar tais riscos e ameaças.

Com o crescimento da computação em nuvem, a visibilidade e a gestão de dados são uma medida de proteção obrigatória, pois pode haver malwares ocultos nas transmissões do tráfego que podem passar desapercebidos sem a segurança cibernética.

Tendências futuras para os data centers

A gestão de dados é possível hoje em dia graças ao crescimento da computação em nuvem e o papel fundamental do data center na infraestrutura de dados do mundo todo. Conforme as organizações executam aplicativos para o uso diário e expandem suas infraestruturas de capacidades de trabalho remoto, a computação em nuvem se torna cada vez mais essencial e a comunidade global on-line precisa confiar no desempenho das principais soluções de armazenamento e memória. Isso permitirá que o mundo mantenha e administre de forma eficiente a tendência crescente por dados enquanto preserva a conectividade.

#KingstonIsWithYou

promo solutions server memory

Produtos relacionados