Ben segurando uma câmera Canon EOS R5 com um acessório montado em uma área arborizada.

Capacidades empresariais na palma de sua mão

Fotografia de Ben Waugh

Ben Waugh

Ben é um fotógrafo e videógrafo comercial de produtos e estilo de vida com uma forte paixão por contar histórias e vida ao ar livre. Nos últimos 10 anos ele tem tirado fotografias e explorou o mundo das artes, e sua paixão o levou para onde ele está hoje. Ele se especializou na criação de conteúdo de produtos para consumidores e também turismo, viagens e estilo de vida.

www.benwaugh.com

 @benwaugh

O SSD  DC500M 960GB da Kingston com o sistema de gravação Atomos Ninja V

Como um profissional de foto e vídeo eu geralmente procuro as melhores maneiras para se trabalhar, as mais eficientes e mais rápidas. Além de ajudar no crescimento e experiência pessoais os equipamentos desempenham um importante papel neste processo e podem levar uma produção ao sucesso ou ao fracasso.

Ao longo dos anos, como muitas pessoas, meu equipamento evoluiu e foi se alterando. Com mais marcas agora se concentrando em vídeo de alta resolução, o equipamento que você escolhe, bem como suas capacidades, nunca foi tão importante. Por essa razão agora eu estou usando a Canon EOS R5 como minha câmera principal, capaz de produzir vídeo 4K de 10 bits de alta qualidade e imagens de 45MP – entretanto, essa configuração exige uma quantidade substancial de armazenamento de dados rápido em função dos grandes arquivos e também rápidas velocidades de gravação para que a câmera tenha um desempenho perfeito.

Durante a produção de um vídeo eu gravo externamente em um SSD DC500M da Kingston usando o sistema Atomos Ninja V, o que favorece meu fluxo de trabalho de diversas maneiras. Com o Atomos eu não somente tenho uma tela de alta resolução para monitorar a gravação e também tenho gravação de filmagem externamente para os SSDs, o que significa que tenho tempo de gravação ilimitado e ainda a possibilidade de trocar os drives quando necessário para fazer backup durante a produção de modo muito mais eficiente. Ter a possibilidade de trocar os drives DC500M rapidamente entre as cenas e fazer backup de todos os meus dados de forma rápida me economiza muito tempo depois que eu termino a filmagem. Anteriormente eu utilizava drives de concorrentes e alguns deles levavam horas para fazer backup.

Ben apontando a câmera para cima, uma Canon EOS R5 com sistema de gravação Atomos Ninja V

Durante o processo de produção e longos dias de filmagem, eu normalmente gravo com 2TB e vídeo 4K de 10 bits. Os arquivos de vídeo da Canon EOS R5 são bem pesados e exigem uma velocidade de gravação rápida, especialmente quando as imagens estão sendo gravadas externamente através de um formato Atomos Ninja V in ProRes. Eu agora vejo a razão pela qual este drive “data center” foi relacionado na lista de compatibilidade do Atomos. O DC500M foi projetado para cargas de trabalho de uso misto oferecendo ainda consistência em alto desempenho, o que atende minhas exigências de leitura e gravação. Pelo fato de ter velocidades de gravação rápidas de até 98.000 IOPS, o DC500M torna minha vida muito mais fácil e eu não fico preocupado com buffering ou com a gravação de meus arquivos de forma muito lenta, como acontecia com os drives de concorrentes – o que obviamente causa grandes problemas durante a produção que se transformam em pesadelos, então ser capaz de evitar esses problemas é algo fantástico.

Os drives DC500M não são apenas rápidos, mas muito confiáveis. Se esses drives tiverem um problema, forem removidos acidentalmente ou meu sistema sofrer uma falha de energia durante a gravação, com a PLP (proteção contra perda de energia), capacitores incorporados ao drive mantêm em segurança os dados e a filmagem que eu realizei – o que é vital, especialmente durante grandes produções em que a repetição de cenas pode custar muito caro. Houve momentos em que isso salvou minha filmagem e eu me senti muito contente nessas situações por saber que o DC500M me deu total proteção.

O SSD  DC500M 960GB da Kingston com o sistema de gravação Atomos Ninja V

Durante a gravação eu uso o DC500M montado dentro de um case de engate rápido na parte traseira do sistema Atomos, que abriga o SSD para conexão rápida, mantém o drive em segurança no lugar e me permite trocar de drive rapidamente quando estiverem cheios ou entre as cenas, assim não perco nada durante a produção.

O DC500M se encaixa firmemente dentro do case, sendo preso por 4 parafusos para impedir qualquer movimentação. Quando chega o momento de fazer backup/recuperar a filmagem é exatamente a mesma coisa quando se usa um drive externo. Eu uso um cabo SATA para USB-C para conectar o DC500M diretamente em meu computador para acessar os arquivos, como se ele fosse qualquer outro SSD externo. Com base nas velocidades de alto desempenho do DC500M fazer backup de arquivos durante o processo de produção ou recuperar filmagens em casa é extremamente rápido, o que me ajuda incrivelmente após filmar longas cenas.

O que me agrada muito também é a vantagem de preço que o DC500M oferece em relação aos concorrentes. O DC500M apresenta uma solução mais econômica do que os concorrentes, incluindo a unidade de drive SSD própria do Atomos para o Ninja V. Com uma base de preço mais baixa, não há substituto em termos de qualidade, e os drives têm funcionado perfeitamente para mim em uma série de situações e ambientes.

Pessoalmente acho que o DC500M fez uma enorme diferença na maneira como eu trabalho, me permitindo ser mais eficiente com meu tempo de filmagem e gestão de dados.

#KingstonIsWithYou

Produtos relacionados