Homem de pé e de costas com setas apontando em várias direções como se precisasse tomar um decisão sobre algo

Top 4 - Erros ao comprar SSD

Não é segredo que o mercado está inundado de SSDs que variam de unidades de baixo desempenho e preço reduzido até unidades com latências ultrabaixas e extrema resistência com preços mais altos. Com tantas opções, os gerentes de data centers frequentemente enfrentam diversos desafios de compra, incluindo disponibilidade geral do mercado, orçamentos, especificações de desempenho e necessidades imediatas. Mas escolher o drive certo não é tão fácil quanto achar o melhor preço ou verificar aquele que tem velocidades mais rápidas em uma folha de especificação.

Nós conversamos com centenas de clientes, revendedores e fabricantes de OEM sobre o modo como escolhem as unidades e ouvimos algumas histórias interessantes ao longo dos anos sobre o que não funcionou para eles. Desse modo, compilamos uma lista dos quatro erros mais comuns que as pessoas cometem ao escolher um drive para seu data center.

Nº 1 – Nível Empresarial versus Nível de Consumidor

Pode parecer simples, mas o maior erro é escolher um produto do nível de consumidor em vez de escolher um de nível empresarial. Há diversas razões para as pessoas fazerem isso: preço, reconhecimento da marca, pane geral e substituir estratégias, e porque você pode obter as unidades em quase todos os lugares. Entretanto, produtos de nível de consumidor raramente são construídos para as mesmas operações intensivas 24/7 que as unidades empresariais exigem.

SSDs Consumidor e Empresariais da Kingston

Unidades empresariais são testadas em plataformas Empresariais - em servidores por trás de controladores RAID – não em computadores. Na verdade, se um drive não foi testado em uma plataforma empresarial, ele não será reconhecido quando for instalado. Uma unidade para consumidor pode trabalhar no início, mas quando você implanta algumas centenas delas comprenderá que elas simplesmente não funcionam em aplicativos empresariais de long-burn.

E ainda, os novos drives de clientes usam esquemas de cache incomuns - reconfigurando NAND onde parte do flash é desenvolvido para cache. Em resumo, você terá problemas se colocar tudo isso em uma configuração de RAID e colocar grandes quantidades de cargas de trabalho sobre eles.

Pode ser bom para uma compra de baixo custo, mas é incrivelmente perigoso quando você quer usá-lo em uma escala empresarial. As unidades são agora personalizadas para aplicativos e quando usadas fora desse aplicativo acontecem mais problemas técnicos. E também, para resolver um problema de um cliente sobre um SSD que está sendo usado em um aplicativo empresarial será quase impossível obter suporte do fabricante.

Nº 2 – Selecionando a intensidade de uso ou faixa de resistência errada

Ninguém jamais foi despedido por comprar SSDs que não se desgastaram - mas as pessoas vão superestimar suas necessidades de gravação porque usam metodologias antigas de estimativa , “1DWPD em um 240GB versus drives de 1TB de hoje.” Escolher a faixa de resistência para aplicativos empresariais reais poderia afetar o custo BOM do seu sistema.

Três pessoas de terno em uma pista de corrida

Além disso, alguns ambientes são muito mais intensivos em relação a leitura ou gravação. Se você tem um aplicativo de muito mais leitura do que gravação (por exemplo, um serviço de streaming VOD ou armazenamento de banco de dados) e adquire um drive de altos níveis de gravação, então você está pagando por algo que simplesmente não precisa. Do mesmo modo, ao escolher uma unidade de leitura intensiva para acesso a um banco de dados ou serviço de cache não seria a melhor opção em razão das atividades de gravação intensiva.

A resistência de um drive também começa a aparecer quando selecionamos um drive que possui capacidade total versus uma unidade superprovisionada (OP). Você perde desempenho ao comprar a capacidade total como gravada a 250GB/500GB/1TB. Depois que o drive alcança 90% de sua capacidade, os dados devem ser completamente apagados e depois sobregravados. Isso impacta a leitura e gravação randômicas e a latência, resultando em grandes quedas de desempenho. Usar um drive OP permite que muitas dessas ações de exclusão/regravação aconteçam em um estado limpo, porque a limpeza acontece na área superprovisionada resultando em um desempenho do aplicativo sem impacto.

Nº 3 - Teste com scripts errados e teste para falhas

Profissional de TI em um laptop ao lado de racks de servidor

Ao avaliar drives, há duas formas de fazer isso: você confia nas especificações em uma folha de dados de um fabricante ou coloca o drive para mostrar seu melhor usando sua configuração exata e teste de script. Se você apenas confiar nas especificações, nem sempre você saberá como os drives foram testados para alcançar os números de desempenho médios ou máximos ou se estariam de acordo com seu ambiente de trabalho. Desse modo, nós recomendamos testar os SSDs para seu benchmark específico antes de fazer uma grande compra.

Na Kingston, testamos nossos produtos empresariais em múltiplas plataformas de servidores, usando múltiplos controladores RAID, seja de terceiros ou de OEMs. Nós submetemos nossos drives a rigorosos testes de compatibilidade, desempenho IO, latência e longevidade, e avaliamos cada setor de uma unidade para consistência. Os modos de teste do drive do cliente não passam por nenhum desses exercícios porque a maioria é focada apenas em um bom desempenho em um único processador e aplicativo.

Além disso, a Kingston aproveita uma variedade de conjuntos de dados e scripts. Fazemos um pré-condicionamento para o SSD antes de gravar dados de desempenho para garantir que o drive chegue em um perfil de desempenho de estado constante. Nós publicamos resultados do mundo real testando todo o drive e não apenas uma parcela do drive. Medições de latência e IOPS são realizadas em intervalos curtos (a cada I/O ou ½ segundo, nós fazemos uma medição para ter métricas QoS), mas os drives para clientes pode ser a cada 5 segundos, o que pode desequilibrar os verdadeiros indicadores de desempenho.

Nº 4 - Não comprar SSDs de marcas conceituadas

Uma vez ouvimos de um grande estúdio cinematográfico que estava comprando drives na Amazon apenas porque algum executivo encontrou uma opção barata. Mas você recebe pelo que paga se não comprar de uma marca conceituada de produtos empresariais. Se você está comprando na Amazon ou de algum outro revendedor de comércio eletrônico, você pode obter algo sem marca ou os dispositivos podem não ser exatamente o que você imagina.

A maioria dos revendedores de canal, ou mesmo os fabricantes, tem equipes dedicadas para ajudar você a encontrar a melhor opção para seu determinado aplicativo. Às vezes é um produto de pronta entrega que já está comercialmente disponível e eles não podem apenas vendê-lo para você, mas também dar diretamente a você um suporte de engenharia se algo sair errado. Outras vezes, você pode precisar de algo especifico para uma configuração customizada e ter seus engenheiros falando diretamente com os fabricantes ajuda a identificar os exatos ambientes de trabalho, tensão de dados e restrições específicas do aplicativo no sistema.

SSDs Empresariais da Kingston

Há alguns anos, havia outro fabricante de serviços personalizados que usava drives de consumidor sem marca empregando um esquema RAID com 24 SSDs em uma caixa. A ideia era que os drives eram tão baratos, que se falhassem, eles os jogariam fora e os substituiriam. Isso funcionou no primeiro ano e meio, mas os sistemas começaram a perder sete de dez drives por semana. Em certo ponto, escolher drives baratos sem marca se tornou contraproducente, porque substituir drives de consumidor com essa frequência acaba sendo um desperdício.

A empresa desde então trocou para os drives de nível empresarial da Kingston e imediatamente viu os benefícios em relação a longevidade, desempenho e suporte direto da Kingston. Ter um canal de comunicação de engenharia com seu fornecedor SSD permite que eles tenham a confiança para resolver os problemas rapidamente e evitar problemas de fornecimento se um drive for descontinuado, recolhido ou uma nova geração for lançada.

Agora que nós sabemos quais são os erros ao escolher SSDs, podemos fazer nosso melhor para evitá-los. Você sempre pode escolher algo de pronta entrega, mas reservar um tempo para entender suas necessidades e então procurar o SSD certo para servir a tais necessidades sempre será favorável para você no longo prazo.

#KingstonIsWithYou

Saiba mais sobre a linha de soluções de armazenamento empresarial da Kingston

Saiba mais sobre SSDs Enterprise

Para informações sobre como o COVID-19 afetou nossas operações de negócios, clique aqui.