Perguntas mais frequentes sobre unidades de estado sólido SATA e M.2

Todas as suas perguntas sobre SSD respondidas

As unidades de estado sólido Kingston são a atualização de desempenho ideal tanto para indivíduos quanto para organizações. Disponíveis em uma grande variedade de modelos e capacidades, os SSDs Kingston ampliam o ciclo de vida útil dos PCs e oferecem velocidade, desempenho e confiabilidade aperfeicoados quando comparados aos discos rígidos tradicionais.

Com garantias de dois, três ou cinco anos, suporte técnico gratuito e a reconhecida confiabilidade Kingston®, as unidades de estado sólido Kingston oferecem segurança de dados combinada com desempenho garantido no futuro - para sua total tranquilidade.

Se você tiver alguma pergunta sobre as unidades de estado sólido Kingston, continue a ler para obter as respostas. Se sua pergunta não estiver incluída aqui, visite as páginas dos produtos relacionadas abaixo ou entre em contato com um representante Kingston.

Perguntas Mais Frequentes

SSD 101

O que é um SSD?

SSD significa unidade de estado sólido (Solid-State Drive). O SSD é construído usando chips de memória NAND Flash ou DRAM no lugar de discos e outros dispositivos mecânicos encontrados nas unidades de disco rígido (HDDs).

O quanto um SSD é mais rápido?

Esta é uma pergunta difícil de responder, já que não há dois sistemas exatamente iguais e o desempenho pode ser afetado pelo sistema operacional, os drivers existentes, aplicativos em uso, a velocidade e a configuração do processador e muitos outros fatores. Há muitos sites na Internet e revistas de testes que testaram SSDs em comparação a HDDs e constataram que SSDs são muito mais rápidos. Por exemplo, se compararmos o desempenho de leitura aleatória, SSDs são mais de 20000% mais rápidos do que HDDs de alto desempenho.

É interessante observar que os SSDs não são afetados pelas limitações físicas dos discos rígidos. Os discos dos HDDs têm formato circular (como um CD) e os dados mantidos no centro do círculo são acessados em um ritmo mais lento do que os dados nas bordas externas. Os SSDs têm um tempo de acesso uniforme por toda a unidade. O desempenho do HDD também sofre com a fragmentação de dados, enquanto o desempenho do SSD não sofre um impacto significativo mesmo se os dados não forem armazenados de forma contínua.

O que são IOPS?

IOPS (operações de entrada e saída por segundo) é a unidade de medida para mostrar o número de transações por segundo que um dispositivo de armazenamento (HDD ou SSD) é capaz de suportar. IOPS não devem ser confundidas com velocidades de leitura/gravação e dizem respeito às cargas de trabalho do servidor.

O que significa nivelamento de desgaste (wear-leveling)? É importante?

Unidades SSD utilizam memória NAND Flash como meio de armazenamento. Uma das desvantagens do NAND Flash é que as células Flash irão, eventualmente, se desgastar. Para prolongar a vida útil da memória, o controlador da memória SSD emprega vários algoritmos para propagar o armazenamento da informação por todas as células da memória. Isso impede que uma única célula ou grupo de células seja excessivamente usada. A utilização da tecnologia de nivelamento de desgaste é muito difundida e muito eficaz.

Por que meu SSD tem menos capacidade do que alguns outros?

Para aumentar o desempenho e a resistência, alguns fabricantes de SSD reservam uma parte da capacidade da unidade da área do usuário e a separam para o controlador. Esta prática é conhecida como excesso de provisionamento (OP) e fará aumentar o desempenho e a longevidade do SSD. Todos os SSDs Kingston atuais apresentam excesso de provisionamento e as capacidades são 120GB, 240GB, 480GB, 960GB, 1,92TB e 3,84TB. Saiba mais sobre excesso de provisionamento.

Meu SSD irá se desgastar ou perder desempenho ao longo do tempo de uso?

O NAND Flash usado em USB, cartões SD e SSDs todos têm limites de resistência, significando que não se pode gravar neles para sempre. Produtos com base em Flash irão eventualmente se desgastar, entretanto, com recursos como nivelamento de desgaste e excesso de provisionamento, um SSD normalmente irá durar mais do que o sistema no qual foi instalado. Nós medimos a resistência da unidade em TBW - Terabytes Gravados e, dependendo da capacidade da unidade, pode-se gravar centenas de terabytes até petabytes. O desempenho do SSD permanecerá o mesmo durante toda a vida da unidade. Saiba mais sobre TBW

O que são atributos SMART?

S.M.A.R.T. significa Self-Monitoring, Analysis, and Reporting Technology (Tecnologia de auto-monitoramento, análise e relatório) e é parte do padrão ATA. Os atributos SMART são usados para avaliar a "saúde" da unidade e são preparados para avisar o usuário (administrador, programa de software etc.) de falha iminente da unidade. Saiba mais sobre S.M.A.R.T.

Você pode usar um SSD em uma estrutura externa através de conexão USB ou e-SATA?

Sim. Os SSDs Kingston podem ser usados em estruturas externas USB, e-SATA, Thunderbolt e Firewire. Observe que se o usuário optar por ativar uma senha através do ATA Security Command, a unidade não será acessível por estrutura externa.

SSD verso HDD

Qual é a diferença?

Os HDDs são baseados em discos giratórios magnéticos, uma tecnologia que vem sendo usada desde meados de 1950. Os dados são gravados e lidos nestes discos giratórios através de cabeçotes móveis. Os HDDs são dispositivos mecânicos com muitas peças móveis e são, portanto, mais propensos a falhas mecânicas e falhas provocadas por condições ambientais como calor, frio, choque e vibração.

Por que SSDs custam mais do que HDDs?

Embora o mercado de SSDs esteja crescendo e ganhando mais popularidade, ainda é relativamente novo. Como acontece com qualquer tecnologia nova é só uma questão de tempo até que as vendas aumentem para um nível que permita a redução dos custos de fabricação. Nos últimos anos, a diferença de preço entre SSDs e HDDs ficou bem menor.

Existe alguma vantagem em escolher um SSD em vez de um HDD?

O único fator em favor dos HDDs é o preço por Gigabyte. Os HDDs são vendidos atualmente em capacidades de 500GB e acima, enquanto os SSDs são vendidos em capacidades de 120GB e acima. Atualmente, a Kingston oferece SSDs de 120GB a 3,84TB.

HDDs tradicionais são melhores se o armazenamento em massa em nível de Terabytes for sua principal necessidade, enquanto SSDs são excelentes se o desempenho for mais importante. É comum usar um SSD como uma unidade de inicialização para manter o sistema operacional e os aplicativos, e um HDD para manter os arquivos de dados.

 Posso transferir dados ou o sistema operacional de um HDD já existente para um SSD novo?

Sim. Sim. A Kingston oferece unidades SSD em kits de upgrade que incluem todos os itens necessários para substituir um HDD de notebook ou de PC por um SSD Kingston, incluindo um software para transferir facilmente o sistema operacional e dados importantes. Observe que SKUs apenas de SSD não incluem o software. Se você precisar clonar seu HDD para um novo SSD você precisará de um kit com sofware incluído.

Um SSD requer desfragmentação como um HDD?

Não. Os SSDs nunca precisam ser desfragmentados. Na verdade, a desfragmentação pode reduzir a vida útil de um SSD. Se o seu sistema está configurado para desfragmentar automaticamente, você deve desativar ou desligar a desfragmentação ao usar um SSD. Alguns sistemas operacionais irão desfragmentar automaticamente, e por isso, este recurso deve ser desativado para os SSD Kingston.

SSDs M.2 explicados

O que é M.2? É o mesmo que NGFF?

M.2 foi desenvolvida pelos institutos de padronização PCI-SIG e SATA-IO e está definida na PCI-SIG M.2 e nas especificações SATA Rev. 3.2. Originalmente foi chamado de NGFF (Next Generation Form Factor) e depois formalmente renomeada para M.2 em 2013. Muitas pessoas ainda se referem à M.2 como NGFF.

O formato pequeno M.2 aplica-se a muitos tipos de cartão complementares como Wi-Fi, Bluetooth, navegação por satélite, NFC (Near Field Communication), rádio digital, WiGig (Wireless Gigabit Alliance), WAN Wireless (WWAN) e SSDs (unidades de estado sólido).

A M.2 possui um subconjunto de formatos específicos exclusivamente para SSDs.

Por que motivo eu a instalaria?

Todas os SSDs M.2 podem ser montadas em soquetes M.2 nas placas do computador. O formato M.2 oferece mais performance ocupando menos espaço, e é esse o caminho para o avanço tecnológico dos SSDs. Além disso, não são necessários cabos de energia ou de dados, tornando desnecessário o gerenciamento de cabos. Como os SSDs mSATA, os SSDs M.2 conectam-se em um soquete e a instalação física está concluída.

O que são as de lado único e de lado duplo?

Para certos aplicativos integrados onde o espaço é limitado, as especificações M.2 fornecem diferentes espessuras de SSDs M.2 - 3 diferentes versões de lado único (S1, S2 e S3) e 5 versões de lado duplo (D1, D2, D3, D4 e D5). Alguma plataformas podem ter requisitos específicos devido ao espaço limitado abaixo do seu conector de M.2.

Main System Board

As unidades SSD M.2 da Kingston estão em conformidade com as especificações M.2 de lado duplo e irão se adaptar na maioria das placas de computadores que aceitam unidades SSD M.2 de lado duplo. Consulte seu representante de vendas se você necessitar de uma unidade com lado único para aplicações embarcadas específicas.

Em quais sistemas funciona?

Existem muitos notebooks e placas-mãe compatíveis com SSD M.2. Consulte as especificações do computador e o manual do usuário para confirmar a compatibilidade antes de adquirir o SSD M.2.

Quais são as diferentes dimensões dos SSDs M.2?

Para módulos M.2 com base em SSD, os tamanhos mais encontrados são de 22 mm de largura x 30 mm de comprimento, 22 mm x 42 mm, 22 mm x 60 mm, 22 mm x 80 mm e 22 mm x 110 mm. As placas são denominadas segundo as dimensões acima: Os primeiros 2 dígitos definem a Largura (todas de 22 mm) e os dígitos restantes definem o Comprimento de 30 mm até 110mm. Assim, os SSDs M.2 são especificados como 2230, 2242, 2260, 2280 e 22110.

A figura abaixo mostra uma unidade SSD de 2,5 pol. e unidades SSD M.2 2242, 2260 e 2280:

Size range image

Por que existem comprimentos diferentes?

Existem 2 razões para os comprimentos diferentes:

  1. Os diferentes comprimentos possibilitam diferentes capacidades dos SSDs; quanto mais longa a unidade, mais chips NAND Flash podem ser montados nele, além de um controlador e possivelmente um chip de memória DRAM. Os tamanhos 2230 e 2242 suportam de 1 a 3 chips NAND Flash enquanto o 2280 e o 22110 suportam até 8 chips NAND Flash, o que pode permitir um SSD de 2TB no maior formato de M.2.
  2. O espaço do soquete na placa do sistema pode limitar o tamanho do M.2: Alguns notebooks podem suportar M.2 para finalidades de cache, mas têm somente um espaço reduzido que irá acomodar apenas SSDs M.2 2242 (SSDs M.2 2230 são menores ainda, mas na maioria dos casos não são necessários onde um SSD M.2 2242 ainda cabe).
Um SSD M.2 é o mesmo que um SSD mSATA?

Não, elas são diferentes. A unidade M.2 suporta ambas as opções de interface de armazenamento, SATA e PCIe, enquanto a unidade mSATA apenas SATA. Fisicamente parecem diferentes e não podem ser ligadas nos mesmos conectores do sistema.

Module image

Unidade M.2 2280 (acima) comparada à mSATA. Note as Chaves (ou ranhuras) que irão impedi-lasde serem inseridas em soquetes incompatíveis.

Por que foi criada?

O formato M.2 foi criado para fornecer múltiplas opções para placas de pequeno formato, incluindo SSDs. Os SSDs contavam anteriormente com a unidade mSATA para os pequenos formatos, mas não foi possível escalar a mSATA para capacidades de até 1TB a um custo razoável. A solução foi a nova especificação M.2 que permite tamanhos e capacidades diferentes de SSDs M.2. A especificação M.2 permite que fabricantes de computadores padronizem sua produção em um pequeno formato comum que pode ser ampliado para altas capacidades quando necessário.

Eu preciso de um driver especial para usar SSDs M.2?

Não, SSDs M.2 SATA ou PCIe podem usar os drivers AHCI padrão integrados no Sistema Operacional. Entretanto, você pode precisar habilitar o SSD M.2 no BIOS do sistema antes de poder usá-lo.

Por que eu precisaria habilitar minha unidade SSD M.2 na BIOS?

Em certos casos, o soquete da unidade SSD M.2 pode compartilhar lanes PCIe ou portas SATA com outros dispositivos na placa-mãe.Por favor, examine a documentação da sua placa-mãe para mais informações, já que usar ambas as portas ao mesmo tempo poderia desativar um dos dispositivos.

O que as diferentes chaves de módulo significam?

A especificação M.2 define 12 chaves ou ranhuras na interface da placa M.2 e soquete; muitas são reservadas para uso futuro:

table

Especificamente para SSDs M.2, há 3 chaves normalmente usadas:

  1. O conector na extremidade de chave B pode suportar o protocolo SATA e/ou PCIe, dependendo do seu dispositivo, mas somente pode suportar um desempenho de até PCIe x2 (1000MB/s) no barramento PCIe.
  2. O conector na extremidade de chave M pode suportar o protocolo SATA e/ou PCIe, dependendo do seu dispositivo, e pode suportar um desempenho de até PCIe x4 (2.000MB/s) no barramento PCIe, desde que o sistema host também suporte x4.
  3. O conector na extremidade de chave B+M pode suportar o protocolo SATA e/ou PCIe, dependendo do seu dispositivo, mas somente pode suportar um desempenho de até x2 no barramento PCIe.

Os diferentes tipos de chave são frequentemente fixados sobre ou próximos ao conector da extremidade (ou 'gold fingers') do SSD M.2 e no soquete M.2.

Key image

Note que os SSDs M.2 de chave B têm um número diferente de pinos na extremidade (6) comparados aos SSDs M.2 de chave M (5); esse layout assimétrico evita que os usuários invertam os SSDs M.2 e tentem conectar um de chave B em um soquete de chave M e vice-versa.

Qual é o benefício de possuir ambas as chaves B+M?

As chaves B+M em um SSD M.2 permitem compatibilidade cruzada em várias placas-mãe, desde que o protocolo SSD apropriado seja suportado (SATA ou PCIe). Alguns conectores host de placa-mãe podem ser projetados para acomodar somente SSDs de chave M, enquanto outros podem somente acomodar SSDs de chave B. Os SSDs de chaves B+M foram projetados para resolver esse problema; entretanto inserir um SSD M.2 em um soquete não irá garantir seu funcionamento, já que isso irá depender de haver um protocolo compartilhado entre o SSD M.2 e a placa-mãe.

Como eu posso saber qual é o comprimento dos SSDs M.2 que minha placa-mãe suporta?

Você deve sempre ler as informações do fabricante do computador / placa-mãe para confirmar quais comprimentos são suportados, mas muitas placas-mãe irão suportar 2260, 2280 e 22110. Muitas placas-mãe irão fornecer múltiplos parafusos de retenção para compensação, permitindo que um usuário prenda um SSD M.2 2242, 2260, 2280 ou até 22100. A quantidade de espaço na placa-mãe irá limitar o tamanho dos SSD M.2 que podem ser presos no soquete e usadas.

Quando é mencionado “soquete 1, 2 ou 3”, o que isso significa?

Diferentes tipos de soquete fazem parte da Especificação M.2 que suporta tipos específicos de dispositivos em um soquete determinado.

Soquete 1 é projetado para Wi-Fi, Bluetooth®, NFC e WI Gig

Soquete 2 é projetado para WWAN, SSD (cache) e GNSS

Soquete 3 é projetado para SSDs (SATA e PCIe, até o desempenho x4)

Unidades SSD M.2 podem ser conectadas em funcionamento?

Não, unidades SSD M.2 não foram projetadas para ser conectadas em funcionamento. Instale e remova unidades SSD M.2 quando o computador estiver desligado.

SSD M.2 SATA verso SSD M.2 PCIe

Os SSDs M.2 SATA são mais rápidos do que os SSDs SATA de 2,5 pol ou SSDs mSATA?

Provavelmente o desempenho será similar, também dependerá do controlador específico contido no sistema host usado pelos SSDs, bem como do layout interno e do controlador de cada SSD. A especificação SATA 3.0 suporta até 600MB/s seja nos formatos de SSD mSATA de 2,5 pol. ou M.2.

O qque aconteceria se eu conectasse um SSD M.2 PCIe a uma porta M.2 somente para SATA ou vice-versa?

Se o sistema host não suportar o protocolo PCIe, o SSD M.2 PCIe provavelmente não será reconhecido pelo BIOS e portanto seria incompatível com o sistema. De forma similar, com um SSD M.2 SATA instalado em um soquete que suporta somente SSDs M.2 PCIe, o SSD M.2 SATA não poderia ser utilizado.

O que aconteceria se eu conectasse uma unidade SSD M.2 PCIe x4 a uma porta que suporta somente velocidades PCIe x2?

A unidade SSD M.2 PCIe somente poderá operar em velocidades PCIe x2 (funcionalidade de 2 lanes) dentro da placa-mãe.Se você adquirir uma placa-mãe que suporta velocidades PCIe x4, sua unidade SSD M.2 x4 deve funcionar como esperado nesse ambiente.Além disso, há limitações para PCIe em placas de sistema onde o número total de lanes PCIe poderia ser ultrapassado, limitando a unidade SSD M.2 PCIe x4 em 2 lanes ou até nenhuma.

Qual é a diferença?

M.2 é o formato físico. SATA e PCIe referem-se à interface de armazenamento, a diferença principal é o desempenho e o protocolo (linguagem) falado pelo SSD M.2.

A especificação M.2 foi projetada para acomodar as interfaces SATA e PCIe para SSDs. Os SSDs M.2 SATA irão usar o mesmo controlador atualmente usado em SSDs SATA 2,5 pol. típicos. Os SSDs M.2 PCIe irão usar um controlador especialmente projetado para suportar o protocolo PCIe. Um SSD M.2 podem suportar apenas um protocolo, mas alguns sistemas têm soquetes M.2 que podem suportar SATA ou PCIe.

Um SSD M.2 suporta tanto SATA quanto PCIe?

Não. Um SSD M.2 pode suportar ou SATA ou PCIe, mas não ambos ao mesmo tempo. Além disso, os soquetes da placa do sistema são designados pelos fabricantes para suportar ou SATA ou PCIe, ou em alguns casos, ambos. É importante consultar o manual do seu sistema para confirmar quais tecnologias são suportadas.

Os SSDs M.2 PCIe são mais rápidas do que os SSDs M.2 SATA?

A interface PCIe é mais rápida, já que a especificação SATA 3.0 está limitada a aproximadamente 600MB/s de velocidade máxima, enquanto a PCIe Ger 2 x2 lanes é capaz de até 1000MB/s e a Ger 2 x4 lanes é capaz de até 2000MB/s e a Ger 3 x4 lanes de até 4000MB/s.

SSDs Kingston – Tudo o que você precisa saber

Os SSDs Kingston são construídos usando memória NAND Flash ou DRAM

Os SSDs Kingston são construídos usando memória NAND Flash.

Que Sistemas Operacionais são suportados?

Os SSDs Kingston são independentes do sistema operacional e irão funcionar em qualquer sistema compatível com uma interface SATA padrão.

Os SSDs Kingston exigem algum driver especial?

Não são necessários drivers adicionais.

Um SSD Kingston pode ser usado em qualquer sistema?

SSDs Kingston podem ser instalados pelo usuário em qualquer sistema compatível com as interfaces SATA II ou III. (SATA 3Gb/seg. e 6Gb/s)

Os SSDs Kingston podem ser usados para RAID?

Sim, os SSDs séries A, E, DC, KC, HyperX, S, V e UV podem ser usadas em configurações RAID, entretanto, a Kingston recomenda usar SSDs da série E e DC para RAIDs em servidores. Saiba mais sobre RAID.

Os SSDs Kingston podem ser conectados a sistemas com base em SAS?

É bastante comum que sistemas e controladores baseados em SAS (Serial Attached SCSI) também suportem dispositivos SATA. A Kingston recomenda que o usuário confirme na documentação do sistema ou do controlador se as unidades SATA e SAS são compatíveis. Se forem, os SSDs Kingston podem ser usados com sucesso.

Os SSDs Kingston usam o recurso Garbage Collection (coletor de lixo)?

Todos os SSDs Kingston utilizam um processo inteligente e eficiente de coleta de lixo que aumenta a vida útil da unidade com pouco impacto na resistência Flash e é invisível para o usuário. Saiba mais sobre coleta de lixo.

Os SSDs Kingston empregam nivelamento de desgaste?

Os SSDs Kingston integram técnicas avançadas de nivelamento de desgaste que incorporam um algoritmo de 'block picking' capaz de estender a resistência flash e otimizar a vida útil da unidade. Este nivelamento de desgaste exclusivo garante que os blocos individuais de memória Flash sejam consumidos a uma taxa bem equilibrada, não excedendo uma diferença de 2% entre os blocos gravados com maior frequência e os gravados com menor frequência.