Percebemos que você está visitando o site do Reino Unido. Gostaria de visitar nosso site principal?

Duas pessoas sobre um data center futurístico olhando juntas o monitor de um laptop

Encontre o melhor SSD para o seu data center

À medida que os centros de dados se tornam cada vez mais dependentes de unidades de estado sólido (SSDs), escolher os SSDs certos pode ter um impacto significativo no desempenho, custo e vida útil dos seus servidores. Com tantas opções no mercado, os compradores precisam fazer várias perguntas para garantir que estão equipando os seus servidores com SSDs projetados para as necessidades da sua empresa. Embora existam muitas especificidades que podem ditar as abordagens dos compradores para substituir discos rígidos por SSDs ou expandir o armazenamento existente, responder a estas perguntas fundamentais pode ajudar a impedir que eles invistam no tipo errado de SSD:

Capacidade - quanto agora e quanto mais tarde?

A maioria das pesquisas por SSDs começam com a capacidade em mente. É óbvio que mais capacidade é uma coisa boa, mas como na maioria dos recursos, a despesa adicional pode não se traduzir em desempenho melhorado em todas as situações. Os compradores devem considerar um mínimo para a capacidade com base no tipo de dados, duração do armazenamento e quantidade de dados previstos para o sistema. Dependendo do orçamento atribuído e das projeções de utilização para um futuro próximo, os compradores devem aumentar a sua capacidade-alvo pensando no futuro.

Acertar isto é fundamental: selecionar um SSD com capacidade excessiva pode ser mais caro e com pouco benefício imediato, mas os SSDs com capacidades insuficientes podem levar à degradação do desempenho, perda de dados e tempo de inatividade, causando frustração para os usuários, interrupção nas operações comerciais e potencialmente levando a violações de dados, perda de informações críticas e aumento de custos. Equilibrar a liberdade que a capacidade adicional proporciona em relação ao custo de armazenamento expandido é um passo fundamental na escolha de um SSD.

Qual nível de desempenho você realmente precisa?

Alguém inserindo um SSD Kingston DC600M em um banco de servidores.

A crescente popularidade de tecnologias avançadas, como a inteligência artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT), impõe maiores exigências ao armazenamento de dados. Para ser específico, o armazenamento de alto desempenho e baixa latência necessário para suportar e permitir cargas de trabalho complicadas e de alta capacidade requer SSDs equipados para essas tarefas.

Ao selecionar um SSD, é essencial garantir que as velocidades de leitura/gravação sejam adequadas à frequência e intensidade das pesquisas de dados. Além das especificações de pura velocidade, a latência é um fator chave. A baixa latência é particularmente importante em situações em que são esperados picos de atividade, como durante períodos de pico para vendas em datas comemorativas ou lidar com um dilúvio de transações on-line. 

Qual é compatível com os seus sistemas?

SSDs com alta capacidade e desempenho superior não farão diferença se não puderem cooperar com os sistemas existentes. A compatibilidade é outro fator importante, particularmente a decisão entre o data center comum e os formatos de nível empresarial de NVMe M.2 e SSDs de 2,5 polegadas. Para PCs de formato pequeno ou estações de trabalho com espaço limitado, os SSDs M.2 NVMe são frequentemente a melhor opção para fornecer armazenamento de alta velocidade. Para servidores de nível de entrada ou implementações que exigem ampla compatibilidade, os drives SATA de 2,5 polegadas são uma boa opção de armazenamento para uso geral.

Muitas placas-mãe modernas para servidores vêm com conectores SATA para SSDs de 2,5 polegadas, e algumas também incluem slots NVMe M.2. No entanto, é essencial verificar a compatibilidade específica de uma placa-mãe do servidor para estes formatos. Algumas placas-mãe podem exigir adaptadores ou placas de expansão para um determinado formato, inserindo um custo adicional.

Quanto tempo vão durar seus drives?

O quarto fator a considerar é a resistência. Os data centers sofrem maior latência, bem como despesas gerais de manutenção e custos, uma vez que os SSDs geralmente precisam ser substituídos mais cedo do que o previsto. Se o seu data center estiver funcionando 24/7 e necessitar de uma utilização intensiva, escolha um SSD que seja desenvolvido para suportar as exigências do uso constante. Isso inclui a seleção de um SSD com altas classificações de resistência e componentes com a qualidade desenvolvida para suportar o intenso uso 24 horas por dia durante anos. Nem todos os drives são iguais: aqueles desenvolvidos de acordo com especificações rigorosas e sujeitos a testes aprofundados serão os mais duráveis. Os fabricantes de SSD estão constantemente melhorando a longevidade do drive usando técnicas como o nivelamento de desgaste, que distribui uniformemente ciclos de gravação e apagamento em células de memória, evitando o desgaste irregular. Eles também usam o provisionamento extra, reservando uma parte da capacidade do SSD para a gestão de nivelamento de desgaste e substituição de blocos de reposição. Soluções como esta trabalham em conjunto para prolongar a vida útil do drive e manter um desempenho consistente.

De qual nível de segurança você precisa?

Os ataques cibernéticos são implacáveis. As empresas e os seus data centers continuarão se concentrando muito na segurança dos dados e, dependendo do tipo de dados que tiver, a segurança estará no topo da sua lista de itens essenciais para se proteger contra roubo ou acesso indesejado. Ao escolher um SSD, certifique-se de que ele atende aos seus atuais e potenciais requisitos de segurança futuros e fornece os recursos de criptografia necessários. Os data centers que apoiam instituições financeiras ou médicas que lidam com dados altamente confidenciais estão sujeitos a regulamentações rigorosas, como a PCI DSS (Norma de segurança de dados do setor de cartões de pagamento). Em situações como essas, os SSDs criptografados ajudam a proteger informações confidenciais dos clientes e transações financeiras, mas para uso geral dos data centers, os firewalls padrão protegem drives menos caros e não criptografados.

Quem fornece o melhor suporte?

Alguém oferece um SSD Kingston DC600M para um colega em uma sala de servidores.

O fator final a considerar é o suporte da marca. Escolha um SSD de uma marca respeitável que ofereça suporte confiável e opções de garantia. Isso pode proporcionar tranquilidade e garantir que você tenha acesso a recursos de solução de problemas e suporte. Embora as garantias de um ano sejam generalizadas, os fornecedores com garantias de longo prazo ou vitalícias podem oferecer economias significativas e reduzir as futuras dores de cabeça a longo prazo. Se um drive falhar, uma garantia vitalícia pode ser a diferença entre uma substituição complementar de drive e a necessidade de comprar um novo hardware. O suporte ao cliente experiente e prontamente disponível também pode distinguir drives aparentemente semelhantes, uma vez que os compradores serão capazes de resolver e remediar quaisquer problemas em tempo hábil, graças à experiência disponível.

Com tantas opções disponíveis no mercado, pode ser difícil identificar o melhor drive para as suas necessidades. No entanto, a decisão é fundamental para garantir que o seu data center funcione de forma ideal e forneça um armazenamento confiável para os seus dados. Para lidar com a variedade de opções e obter o SSD certo para o trabalho, lembre-se de que há seis critérios que os compradores devem avaliar: capacidade, desempenho, compatibilidade, resistência, segurança e suporte.

#KingstonIsWithYou

Vídeos relacionados

Artigos relacionados