Visão traseira de um homem de negócios com uma bolsa e uma mala andando no metrô de Londres

Usuários de transporte publico, pós pandemia, têm 22% mais de chance de perder seus dispositivos

O trabalho híbrido está abrindo a porta para novas ameaças?

Uma pessoa colocando um laptop dentro de uma mochila

Seguindo um pedido da Freedom of Information (FOI) para a TFL de Londres, podemos revelar um grande aumento no risco de perda de dispositivos eletrônicos em transportes por Londres em 2021.

Comparando a atividade de jornada e propriedade perdida de antes e depois da pandemia, os dados mostram uma aumento de 22% em perdas de dispositivos eletrônicos pela cidade e em transportes publicos, que inclui London Buses, London Overground, London Underground, TFL Rail, Docklands Light Railway e Emirates Air Line*.

Essa é uma estatística alarmante, considerando que agora o trabalho híbrido é o normal. Os dados de empresas estão viajando regularmente com funcionários, seja em drives USB, laptops ou smartphones. Perdas de dispositivos eletrônicos mais frequentes significa maior exposição ao risco para as organizações.

O que isso significa para você?

Você deve pensar que seus dados estão seguros dentro da sua estratégia de segurança atual. Entretanto, quando os dados são levados para fora do escritório, suas políticas de segurança cibernética e DLP (prevenção à perda de dados) existentes não te mantêm mais em segurança, expondo sua empresa a vazamentos de dados e à perda ou roubo de dados da empresa.

YÉ só ler as notícias para saber que a perda de dados pode ser muito cara, pelo impacto de multas devido a GDPR, perda de Propriedade Intelectual (IP) ou até perda de informações do funcionário.

A pandemia gerou uma grande mudança em como e onde os funcionários trabalham. Conforme eles voltam para o escritório, esse enorme aumento de 22% não deve ser subestimado, já que ele sugere que os funcionários “perderam a prática” e estão expostos a um risco maior de perder seus dispositivos durante seu deslocamento. Isso significa que garantir que sua organização tenha as ferramentas certas aplicadas, para proteger seus funcionários e os dados da empresa, nunca foi tão importante. É aí que a Kingston IronKey pode ajudar.

Rob Allen, Diretor de Marketing e Serviços Técnicos – Kingston Technology EMEA

Então o que você pode fazer?

Fácil. Você pode evitar isso usando os dispositivos com criptografia com base em hardware, já que essa é a melhor forma de manter seus dados protegidos caso um dispositivo seja perdido.

Com a confiança de agências do governo, inteligência militar e grandes corporações, a gama de pendrives criptografados e soluções de armazenamento externo SSD da Kingston IronKey são a ferramenta perfeita para manter seus dados seguros. Eles possuem Advanced Encryption Standard (AES) 256 e segurança FIPS integrados, oferecendo a melhor força de criptografia no mercado de hoje. E como os dados em um dispositivo perdido ou roubado são criptografados, eles não podem ser acessados.

Isso garante que os dados sejam mantidos em segurança, mesmo se o computador host for comprometido. Isso inclui senhas e chaves de acesso, bem como ataques específicos de USB. Além disso, você pode auditar a atividade e limpar dados remotamente com versões gerenciadas, para que você sempre esteja no controle.

Tudo isso significa que você pode ficar descansado, sabendo que você não apenas cumpre com os regulamentos, mas que o risco de vazamento de informações confidenciais da empresa está significativamente reduzido, não importa onde seus funcionários estejam.

Nós temos a criptografia com base em software - então não precisamos nos preocupar, certo?

Não é bem assim. Muitas organizações pensam que estão seguras usando drives USB baratos e sem criptografia, e depois protegem eles com criptografia com base em software. Mas isso pode ser uma falsa economia.

Apenas confiar na criptografia com base em software, que existe em um PC host do funcionário, pode não ser o suficiente para proteger dados dessa nova ameaça.

Resumindo, esse tipo de criptografia pode ser removida sem muito esforço, abrindo a porta para alternativas de funcionários, perda de dados ou, ainda pior, ataques projetados.

Sabendo que essa pode ser a diferença entre a frustração de “apenas” perder um dispositivo e o prejuízo de uma violação de dados em grande escala.

#KingstonIsWithYou

Pergunte a um Especialista

Pergunte a um Especialista

Planejar a solução certa de memória exige um conhecimento das metas de segurança de seu projeto. Deixe que os especialistas da Kingston orientem você.

Pergunte a um Especialista

Artigos relacionados