Percebemos que você está visitando o site do Reino Unido. Gostaria de visitar nosso site principal?

uma mulher digitando em um teclado com o SSD externo XS2000 da Kingston conectado ao PC

6 dicas simples de backup para seu computador

Usuários de computador não se dão conta até que a hora chega, mas uma das piores coisas que podem acontecer com o seu computador é não conseguir acessar os dados. Há várias formas disso ocorrer: roubo, falha de energia, derramamento de líquidos e a mais famosa de todas, armazenamento corrompido. Dados corrompidos significa que os arquivos se tornam inutilizáveis de repente, sejam fotos memoráveis ou arquivos confidenciais, fazer o backup de seus dados é necessário!

Se você não fez backup dos seus arquivos escolhidos antes, a primeira vez pode demorar um pouco mais dependendo de quantos dados você quer armazenar. Mas quando você tirar o volume do caminho, backups regulares podem se tornar uma tarefa simples. Queremos compartilhar com você algumas dicas simples e eficazes de backup que pode facilitar muito essa tarefa. Vamos lá!

1. Decidir quais dados precisam de backup

Quando se trata de decidir do que fazer backup, o primeiro pensamento é trabalho ou arquivos pessoais. Isso pode incluir fotos, vídeos e documentos que, se corrompidos, podem ser impossíveis de substituir. Você também pode escolher fazer backup de aplicativos, programas e configurações de sistemas do qual você possa querer manter uma versão. Tudo isso te deixará mais tranquilo e se algo acontecer com o seu sistema você terá uma versão atualizada ao alcance das mãos.

2. Programação

Se você sempre quer ter as versões mais atualizadas de seus arquivos, então uma programação é um plano necessário! O padrão da sua programação será dependente do que você deseja fazer backup. Se forem apenas arquivos pessoais, então um plano de upload menos regular seria necessário devido ao pequeno volume de dados criados por mês. Por outro lado, um backup de trabalho precisaria ser atualizado com mais frequência. Dependendo de sua carga de trabalho, um backup diário ou semanal seria recomendado.  Veja nosso guia sobre como configurar e programar backups automáticos no Windows e MacOS.

3. Não tenha apenas um backup na Nuvem

A Nuvem é provavelmente uma das formas mais fáceis de fazer o backup de dados, especialmente quando falamos de sistemas de computador e celulares. Este sistema de coleta de dados pode ser automatizado, o que facilita a vida do usuário. Embora essa seja uma boa maneira de fazer backup de seus dados, esta não deve ser sua única opção. Empresas de Nuvem podem ser hackeadas e temos visto com mais frequência que as condições e acordos da conta podem mudar colocando seus arquivos em risco. Uma inscrição mensal também pode ser mais cara do que comprar um dispositivo de armazenamento externo.

4. Automação

Os backups automáticos precisam de um esforço mínimo e são incrivelmente úteis no mundo de hoje. São simples de configurar na Nuvem e você pode escolher a regularidade que deseja atualizar a transferência de seus arquivos. Também há uma opção para usar o mesmo processo em seus dispositivos de armazenamento externos através de alguns programas no seu computador, que podem incluir o Backup/File History do Windows® e o Time Machine do macOS®. Tudo o que você precisa fazer é digitar ‘backup na barra de pesquisa e ler as instruções.

5. Teoria de backup 3-2-1

Esta regra é baseada na teoria de que você tem três cópias de seus arquivos, armazena duas cópias em diferentes dispositivos (seja na nuvem ou no armazenamento externo) e uma cópia em um local seguro como um cofre ou fora do local. Para algumas pessoas esta teoria pode soar ligeiramente exagerada, mas se alguma coisa acontecer com seus backups você vai agradecer por ter feito isso!

6. Escolher o drive externo certo

Ao escolher o dispositivo externo certo para seus backups você precisa pensar não apenas na capacidade, mas também na durabilidade e velocidade do dispositivo. Discos rígidos externos (HDD) são uma opção acessível para grandes quantidades de dados e podem ter grandes velocidades, mas se caem ou se perdem, podem danificar o seu interior e potencialmente fazer com que alguns dados sejam impossíveis de recuperar.

uma mão digitando um número pin na tela do SSD IronKey VP80

SSDs externos são vistos como uma versão ligeiramente mais cara do que seu primo HDD, mas a compra vale à pena caso você possa gastar um pouco mais. Eles são mais duráveis, mais rápidos e normalmente muito menores do que os HDDs, o que faz com que eles sejam mais portáteis. A unidade de estado sólido XS2000 USB-C da Kingston é uma ótima opção para backups pessoais ou de trabalho, com velocidades de até 2.000MB/s para leitura e 2.000MB/s para gravação* e capacidades que variam de 500 GB a 2 TB** Há uma especificação que se adequa à necessidade de cada usuário. É um USB 3.2 Gen 2x2 que reduz o tempo de espera para transferir dados de um dispositivo para o outro!

Se você deseja algo mais seguro para proteger seus arquivos sensíveis, o SSD externo IronKey Vault Privacy 80 da Kingston tem certificado FIPS 197 com criptografia XTS-AES de 256 bits. A tela de toque colorida permitirá uma opção de múltiplas senhas (Admin e Usuário) para garantir que seus dados estejam protegidos o tempo todo.

Se o SSD não é a sua praia, a Kingston também oferece uma gama de opções de armazenamento para se adequar às suas necessidades tal como pendrives USB, cartões de memória SD e microSD. Um armazenamento confiável para fotos pessoais, música, vídeos e documentos que mantém seus arquivos seguros e acessíveis.

Ao escolher o armazenamento certo e seguir essas dicas simples, seus processos de backup serão como um passeio no parque!

#KingstonIsWithYou

Artigos relacionados